Gigliola Cinquetti, 68 anos, é uma atriz,cantora, jornalista e apresentadora italiana que conquistou o mundo nos anos 60 quando interpretou La strade di notte.Depois vieram as inesquecíveis Il Condor Pasa,Non ho l’etá e Dio como ti amo do fantástico Domenico Modugno.Seus sucessos foram interpretados em pelo menos oito idiomas.


Clique e abra o DM de hoje

contador de acesso
contador de acesso

            Visitas ao Site

Pelotas no Satélite

Clique e confira

O site do jornalista A.B.Silveira - Contato: abesilveira@hotmail.com

Gigliola Cinquetti


Poucas & Boas

   Clique aqui

    Ainda há mais uma data para realizar a prova do Vestibular de Inverno da Universidade Católica de Pelotas (UCPel). O processo seletivo será no dia 08 de julho. Para os ingressantes neste segundo semestre, a UCPel tem um presente alusivo ao início das comemorações dos seus 55 anos, celebrados em outubro: aqueles que forem aprovados no Vestibular de Inverno - tendo feito a prova do dia 17 de junho ou do dia 08 de julho - podem escolher entre ganhar a primeira parcela ou 50% de desconto nas duas primeiras. O presente também vale para quem optar por algum curso no processo de Reescolha Inverno 2015.

   Neste Vestibular de Inverno há vagas para os cursos de Administração, Arquitetura e Urbanismo, Direito (manhã e noite), Enfermagem, Engenharia Civil (noite), Fisioterapia, Gestão Comercial, Gestão Financeira, Gestão de Recursos Humanos, Jornalismo e Psicologia.

UCPel realiza seu vestibular de inverno no dia 8 de julho

  A deputada Any Ortiz,do PPS, esteve em Pelotas na quinta e na sexta-feira, mantendo contatos com dirigentes do seu partido e com importantes lideranças, quando sentiu de perto muitos problemas que se acumularam nos últimos tempos, principalmente no trato com companheiros de sigla. Em nosso contato no Curi Hotel deu para sentir que Any está muito interessada na agregação dos companheiros de sigla e que terá bons projetos para esta legislatura. Além de uma bela jovem, Any é muito simpática e acessível. Na maioria dos contatos mantidos esteve acompanhada do vereador José Sizenando, que pode ser uma das grandes supresas na eleição do ano que vem, cujas tratativas estão em andamento.

Deputada Any Ortiz participa de reunião com companheiros do PPS e lideranças do partido

Renomada empresa teria passado recentemente por uma operação da PF mas os detalhes são escassos, até pelo grau de notoriedade e poder do proprietário, que atua no ramo de veículos. Será que os federais confundiram a empresa com algum banco não oficial? Tudo é possível num país  onde os únicos compromissados com a decência são obrigatoriamente as pessoas mais simples e desprovidas de recursos.Na verdade, já temos alguns dados deste caso para serem divulgados no momento adequado.

Queiram ou não, cadeia continua sendo apenas para PPP - Pobres, pretos e putas e por vezes para jornalistas que divulgam notícias que contrariam interesses. Um dia destes estava observar algumas penas de pessoas presas por delitos tão pequenos, enquanto que ladrões solenes que se fazem de benfeitores para clubes de futebol e que aplicaram retumbantes golpes na Conab continuam vivendo festivamente sem reparos e até saudados por aqueles que deveriam colocá-los na cadeia.

Tem muita gente descontente com a postura do governador José Ivo Sartori, que ganhou a eleição com grande ajuda dos amigos e depois virou as costas na montagem do seu governo, numa postura nada diferente do atual embuste administrativo de Pelotas, que ignorou muitos companheiros de qualidade do PSDB para agradar alguns de qualidade altamente duvidosa da base de sustentação.O problema é que o tempo passa e quando os mandatos precisam ser renovados, eles conseguem relembrar dos antigos benfeitores eleitorais. Sartori manda mas deixa a desejar no trato com seus aliados.Eduardo Leite não manda nada e os cargos hoje existentes são manipulados até por líderes de outros partidos, numa farra de alto custo que é paga pela população de bem desta cidade.


 O prefeito Eduardo Leite está usando escancaradamente a máquina pública para promoção pessoal de olho na eleição do ano que vem, quando tentará a reeleição para ficar mais quatro anos ganhando salário de aproximadamente R$ 20 mil.E a grande prova que tem que ser observada pelo MINISTÉRIO PÚBLICO é o programa Bairro da Gente, que já teve sua segunda edição com alto custo arcado pelo contribuinte pelotense.Na maior cara-de-pau deste embuste júnior de prefeito, que mobilizou forte aparato para o “evento”, inclusive com a utilização de veículos como este caminhão de uso do setor de iluminação pública para fotografar e filmar o ato, cujas imagens serão de grande valia na próxima campanha eleitoral.Este caminhão munck equipado com esta torre para substituição de luminárias na rede pública, que muitas vezes não pode ser utilizado em solicitações mais urgentes, estava lá para contemplar o ego do prefeito que não governa mas quer continuar no cargo, custe o que custar, por conta dos outros.As três fotos mostram o veículo e a nova estratégia de utilização. Sem falar nos outros custos deste evento, todos pagos pela gente de bem desta cidade.O mínimo que se espera agora do Ministério Público, muitas vezes extremamente zeloso em procedimentos contra jornalistas, venha a dar o mesmo tratamento para este administrador sem critérios.Usar a máquina pública para promoção pessoal é crime até mesmo no mais distante rincão de Curral Alto ou nos confins do Arroíto,lá pelas bandas de Santa Vitória do Palmar.Agora só resta saber se também é para Eduardo Leite e seu “grupo”.


Cadê o MP estadual?

   Após polêmica sobre a validade da votação e com as galerias do plenário vazias, a Câmara dos Deputados aprovou na madrugada desta quinta-feira (2) proposta de emenda à Constituição (PEC) que reduz de 18 para 16 anos a maioridade penal para crimes hediondos, homicídio doloso, e lesão corporal seguida de morte. O texto ainda precisa ser votado em segundo turno antes de seguir para o Senado.

A aprovação se deu com 323 votos favoráveis, 155 contrários e 2 abstenções. Eram necessários ao menos 308 votos a favor para a matéria seguir tramitando. De acordo com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a votação em segundo turno deverá ocorrer após o recesso parlamentar de julho, já que é preciso cumprir prazo de cinco sessões antes da próxima votação.

   Pelo texto, os jovens de 16 e 17 anos terão que cumprir a pena em estabelecimento penal separado dos menores de 16 e maiores de 18. Ao final da votação, deputados seguraram cartazes na tribuna em defesa da proposta e comemoraram com gritos em plenário (veja vídeo acima).

  A aprovação da proposta ocorre depois de a Casa derrubar, na madrugada de quarta-feira, texto semelhante, que estabelecia a redução casos de crimes cometidos com violência ou grave ameaça, crimes hediondos (como estupro), homicídio doloso, lesão corporal grave ou lesão corporal seguida de morte, tráfico de drogas e roubo qualificado.

  Após a rejeição na noite anterior, Cunha afirmou que a Casa ainda teria que votar o texto principal, mas ressaltou que isso só ocorreria após o recesso parlamentar de julho. No entanto, após reunião com parlamentares favoráveis à redução da maioridade penal, ele decidiu retomar a análise do tema nesta quarta (1º) para apreciar um texto parecido com a proposta rejeitada.

  Jovens da União Nacional dos Estudantes (UNE) e da União Nacional dos Estudantes Secundaristas (UNBES) não esperavam a retomada da votação e, por isso, não conseguiram fazer protestos como os mobilizados na noite anterior.

 Cunha também não permitiu a entrada dos poucos estudantes que foram à Câmara para defender a derrubada da proposta, alegando que os manifestantes fizeram tumulto na noite anterior. A decisão do presidente da Câmara de votar um texto semelhante ao derrotado de madrugada também gerou bate-boca e questionamentos por parte de deputados contrários ao texto, mas o peemedebista conseguiu prosseguir com a votação.

Cunha faz jogada de mestre em nova votação e aprova a redução de 18 para 16 anos a maioridade penal