J o s e   C a r r e r a s - P e r f í d i a

VOCÊ CONHECE A ESCOLA MÁRIO QUINTANA?

Clique aqui e confira

Perfídia é um bolero que já completou 75 anos, de autoria do mexicano Alberto Dominguez, que morreu em 1975. A exemplo de Besame Mucho, ´[e um dos boleros mais executados de todos os tempos em mais de cem idiomas, desde que foi lançada em 1939 por Xavier Cugat. Até mesmo grandes tenores se interessaram em interpretá-la como Plácido Domingo, Andrea Bocelli e o espanhol Jose Carreras, que estamos disponibilizando em audio, no que pode se chamar de música de qualidade  que ainda vai encantar o mundo por muito tempo.

Diário da Manhã

Clique aqui e acesse o site

Apollo11.com  

Pelotas no satélite

www.poucaseboas.net - www.abesilveira.com.br

Contato: ab.silveira@ig.com.br

como colocar contador de visitas no site
>

Acessos


UFPEL:Dossiê da companheirada

LOVE CARO - Numa cidade nada imaginária e bem perto da velha Coquinhos o diretor de uma empresa pública está perdidamente apaixonado pela secretária, que ganha algo próximo de R 2 mil reais. O carente chefe, sabedor que ela já tem tempo para ganhar sua licença-prêmio de seis meses, tratou de triplicar o seu salário para que a moça consiga embolsar algo próximo de R$ 40 mil. Uma patifaria de concurso que teria irritado a maior autoridade da localidade, que já é chamada de Elizabeth III, por reinar e não mandar absolutamente nada.

HORA DE COBRANÇAS - O Pop Center ainda vai dar muito pano para manga já que a empresa exploradora só ganha dinheiro e não cumpre as cláusulas previstas. Uma obra feita sobre um bem público, que até hoje não tem escritura. A única saída mesmo é a entrada em cena do Ministério Público, que até aqui foi muito bonzinho com o consórcio caça-níquel que foi agraciado com aquele logradouro na administração passada. Na próxima semana o tema vai esquentar na Câmara Municipal e o que mais as pessoas desejam é que seja feita alguma coisa para o bem dos comerciantes que têm seus negócios naquele local.

PEDIGREE DA IMPUNIDADE - Tem muita sacanagem rolando livremente em Pelotas e nada de punições exemplares já que muitos dos personagens têm pedigree suficiente para garantir impunidade. A todo momento a televisão mostra prefeitos e vereadores saindo algemados de suas repartições por roubarem deslavadamente recursos públicos mas aqui é diferente. Tem gente que pinta e borda e ainda ri da cara dos que ousam levantar determinadas questões. Tem figura pública que até rouba processos em que são réus e acabam ganhando tempo até a restauração dos mesmos. Enquanto não for provado o contrário, nestas paragens cadeia é para PPP(pobres,pretos e putas) e jornalistas abelhudos.

INDIGNAÇÃO XAVANTE - A piada corrente é que a torcida do Brasil pretende fazer um ato de protesto pesado contra os diretores do Esporte Clube Pelotas que defendem a negociação da área onde está o estádio da Boca do Lobo em troca de um estádio na Sanga Funda. É que a grande massa Xavante alega que não aceita a negociação de seu tradicional salão de festas da Avenida Bento Gonçalves, já que teria muitos transtornos com deslocamentos em dia de jogos, especialmente nos clássicos.

URUBUS ATIVOS - Muita gente indignada na administração de Eduardo Leite com as movimentações do assessor Agostinho Martins Neto, vulgo Guto, que é do PTB e estaria fazendo levantamento dos CCs com algum interesse. Como é caroneiro neste governo, que é do PSDB e do PPS, suas movimentações e possíveis articulações não estão sendo bem vistas. Será que o prefeito concorda com isso?

pag01.pdf pag02.pdf pag03.pdf pag04.pdf Univ.pdf

    A secretária municipal de saúde, Arita Bergmann, coloca sua esperança de ver resolvido o problema da superlotação do Pronto Socorro, na entrega da Unidade de Pronto Atendimento 3 (UPA 3), no prolongamento da Avenida Bento Gonçalves. A partir deste dia, segundo a gestora, o PS será uma “instituição somente para urgência e emergência”.

    A secretária foi sabatinada por cerca de duas horas pelos vereadores, na manhã desta quarta-feira. Junto com ela, deveria ter falado também o secretário de Finanças, José Cruz, a respeito do pedido de abertura de Crédito Adicional Suplementar no orçamento do Município para o exercício de 2014, encaminhado pelo prefeito. Mas, como os questionamentos à secretária se estenderam até as 14h, a presença do secretário Cruz foi transferida para esta quinta-feira, às 10h.

     Acompanhada pela diretora do Pronto Socorro, Mônica Mendes, e pela superintendente de gestão ambulatorial e hospitalar, Rosângela Soares, Arita Bergmann disse que a instituição é uma “porta aberta para toda a população. Não podemos impedir que as pessoas procurem atendimento”. Salientou que o PS atende não apenas Pelotas, mas toda a Zona Sul, e que o pico de pacientes neste mês de setembro foi “uma excepcionalidade devido à alternância de frio e de calor”, que, em anos anteriores sempre ocorre em junho e julho.

    Questionada sobre as condições das unidades básicas de saúde, prontificou-se a retornar à Câmara para explicar sua situação. Os vereadores Marcos Ferreira (PT) e Ricardo Santos (PDT) vão propor a presença da secretária em breve.

    Desespero – O vereador Marcola considera “desesperadora a situação do Pronto Socorro que se arrasta há anos”. Ele indagou da secretária porque o governo não se previne para os períodos de pique de pacientes contratualizando leitos. “Se a senhora é secretária há quatro anos porque não se previne? Porque esta falta de planejamento? Vamos na Ubai Navegantes e não tem seringa, não tem curativos, no posto do Barro Duro é a mesma coisa, aí as pessoas têm que procurar o Pronto Socorro. Isto é problema na atenção básica, é falta de gestão”, afirmou Marcola.

     Presidente da Comissão de Saúde da Câmara, o vereador Marcus Cunha (PDT) considerou “inaceitável a situação do Pronto Socorro. Não posso admitir que tenhamos mais 56 novos leitos, e ainda faltem 150! O que vamos fazer para não termos mais idosos nos corredores, tendo que trocar fraldas, fazer a higiene, sendo alimentados na frente de outras pessoas? Quando é que as pessoas vão começar a ser atendidas com dignidade?”

      Para o vereador Ivan Duarte (PT) a questão da saúde “é um poço sem fundo”. Segundo explicou, o montante de recursos já repassados este ano para a área é enorme e mesmo assim, as pessoas continuam esperando por leitos. “O assunto é complexo, só colocar dinheiro é como dar remédio para um paciente terminal. Vai dar e ele vai morrer, não vai melhorar”.

   Idemar Barz (PTB) reconheceu as dificuldades do PS, “que é regionalizado e falta espaço para todos os pacientes”, e ao mesmo tempo cumprimentou a secretária e sua equipe pelo esforço em buscar melhorias. Ele pediu que se busquem saídas para esses problemas visando atender melhor a população. Da mesma forma, o vereador Rafael Amaral (PP) afirmou que problemas existem, mas a Secretaria está buscando administrá-los. Para o vereador Professor Adinho, os problemas na área da saúde não são exclusividade de Pelotas, mas a secretária Arita Bergmann e sua equipe têm feito o possível para tentar resolvê-los.

Proponente da presença da secretária no Legislativo, o vereador Ricardo Santos (PDT) questionou a presença de pacientes com tuberculose nos corredores e também de pacientes portadores do vírus da Aids. “Com a imunidade baixa correm o risco de se contaminar por outras doenças”. Mas, de acordo com a diretora do PS, Mônica Mendes, os pacientes com tuberculose ficam em isolamento e os portadores do HIV não são isolados porque não há necessidade.

O último a se manifestar foi o vereador Vicente Amaral. Ele defendeu as iniciativas do Legislativo e do Executivo. “A gestão da saúde melhorou, falta muito, mas melhorou e temos que reconhecer o mérito da Câmara, da secretária e do governo”.(Assessoria Câmara Municipal).


UPA da Avenida Bento Gonçalves vai resolver problema da superlotação do PS

Arita Bergmann

www.poucaseboas.net - O site do jornalista A.B.Silveira

Poucas & Boas

  A quebra de contrato entre a empresa responsável pela gestão do Pop Center e a Prefeitura foi debatida na sessão do Legislativo na terça-feira que passou. O vereador Ivan Duarte recebeu o apoio dos vereadores Marcos Ferreira (PT), Ricardo Santos (PDT), Anselmo Rodrigues (PDT), do presidente Ademar Ornel (DEM) e de Antônio Corrêa, suplente do PDT, que, além de ser permissionário do Pop Center, luta para garantir os direitos dos colegas. Todos assinaram proposta de audiência pública para o dia 8 de outubro, às 19h, quando os problemas do Pop Center serão rediscutidos.

 “Fui informado pelo Antônio Corrêa que a empresa que faz a gestão do Pop Center (Consórcio Verdi/Cádiz) está desistindo do restaurante para colocar 40 bancas, com quebra do contrato e negociação direta fora da lista de espera oficial”, denunciou Ivan Duarte.

  O parlamentar lembrou que o contrato “de rendimentos de garantia de concessão” garante à empresa R$ 98 milhões e que, em contrapartida, a construção do restaurante, a casa lotérica e a restauração da praça são obrigações contratuais. “Mas eles (os empresários) não estão fazendo nada”.

  Ricardo Santos também se manifestou contrário à quebra do contrato, e disse que o restaurante aumentaria o fluxo de pessoas no Pop Center. “O aluguel das lojas é o mais caro do país, são R$ 700,00 por dois metros quadrados”, afirmou.

 Serão convocados a comparecer à audiência do dia 8, os secretários Jair Seidel, da Unidade Gerenciadora de Projetos, Josiane Almeida, de Gestão da Cidade e Mobilidade Urbana, o representante do Consórcio, Laerte Sopper, os arqueólogos André Loureiro e Estefânia Jaekel, da Contextos Arqueologia e Patrimônio Cultural, responsáveis pela pesquisa arqueológica na Praça Cipriano Barcellos e o Iphan, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no RS.

   “Se não tivermos uma solução rápida para a questão da Praça, vamos buscar o Ministério Público para penalizar a Prefeitura e o Consórcio pelos prejuízos à cidade”, afirma o vereador Marcola.(Assessoria)

VEREADORES REPUDIAM QUEBRA DE CONTRATO DO POP CENTER

   Representantes do cadastro social da Secretaria de Justiça Social e Segurança (SJSS) se reuniram com o prefeito Eduardo Leite na tarde desta quarta-feira (1º/10/2014), no Paço Municipal, para tratar de assuntos referentes à regulamentação dos registros do programa Minha Casa, Minha Vida. Os critérios e a forma de seleção dos possíveis moradores receberão um decreto que os regulamentará.
  Segundo Eduardo este processo está sendo organizado para dar mais transparência à seleção do programa. Para contribuir na agilidade e clareza dos processos está sendo implantado o programa Habilita, que também foi discutido e está sendo pensado junto à Coinpel.(Release oficial)

  Opinião-O que as pessoas ersperam agora é que o prefeito se assessore melhor, busque gente por competência e não por amizade para o exercídio de determinados cargos e que não volte a se repetir o absurdo denunciado e reclamado a todo momento de que os cadastros somem com muita facilidade neste setor. É inadmissível que pessoas simples que se cadastram hoje para a conquista da casa própria tenham que se cadastrar novamente em dois ou três meses. O prefeito tem que entender que um governo não é uma ação entre amigos para trocas de favores ou cargos. É algo bem mais grandioso e que mexe com a vida de muita gente, o que exige o envovimento de gente bem mais habilitada.


Sai decreto regulamentando critérios para o Minha Casa Minha Vida