Paulinho da Viola-Pecado Capital

VOCÊ CONHECE A ESCOLA MÁRIO QUINTANA?

Clique aqui e confira

  Paulo César Batista de Faria, mais conhecido como Paulinho da Viola, 72 anos é um cantos, compositor e violonista, filho do músico César Faria No início de carreira Paulinho foi parceiro de nomes ilustres do carioca.Destaca-se como cantor e compositor de samba e é tido como um dos mais talentosos representantes da chamada Música Popular Brasileira.Torcedor do Clube de Regatas Vasco da Gama, participou do show comemorativo dos 113 anos do clube, onde apresentou as músicas "Coração Leviano" e "Foi um Rio que Passou em Minha Vida.Embora tenha iniciado sua carreira em 1968, foi em 1970 que começou a encantar o Brasil quando lançou sua pérola Foi um rio que passou em minha vida, que até hoje é de grande aceitação do público.Um dos grandes momentos da carreira foi em 1976 quando a Globo escolheu para o tema da novela Pecado Capital este tema de sua autoria, considerado um dos mais belos de seu acervo musical.

Diário da Manhã

Clique aqui e acesse o site

Apollo11.com  

Pelotas no satélite

como colocar contador de visitas no site
>

Acessos


pag01.pdf pag02.pdf pag03.pdf pag04.pdf

www.poucaseboas.net - Contato: ab.silveira@ig.com.br

www.poucaseboas.net - O site do jornalista A.B.Silveira

Veja só como a empresa Deltasul trata o centro de Pelotas

  Lamentavelmente a empresa Deltasul Ltda, cujo comando é da cidade de Santa Cruz do Sul, apenas adquiriu este prédio onde funcionou a conhecida Ferragem Americana e a Imcosul e não fez nenhum investimento, fazendo com que esta carcaça de fachada só ajude a enfeiar ainda mais o centro de Pelotas.

  A foto principal mostra a fachada pelo lado da Andrade Neves e o miolo até a rua General Osório mostra apenas um acumulado de entulhos, conforme as duas fotos menores, comprovando que o shopping de três andares prometidos pela empresa não passe de pura lorota e que esta área nobre do centro comercial continua a espera de uma maior valorização para os proprietários, que a cada final de tarde levam muito dinheiro dos pelotenses para Santa Cruz do Sul através das duas lojas da Andrade Neves e uma da General Osório esquina Marechal Floriano.

Até quando Eduardo Leite vai manter um presidente do Sanep que deixa a cidade neste estado?

   As quatro fotos são do meio da tarde desta quinta-feira de apenas quatro coletores de lixo na Cohabpel, proximidades da Panificadora Estoril e que não deixam dúvidas do menosprezo do prefeito de Pelotas com a sua cidade e com o enorme contingente de eleitores que acreditou em sua proposta mentirosa de governo, atolado até o pescoço com algumas corriolas partidárias que saqueiam tudo o que encontram pela frente.

   Estes coletores cheios não são novidade e mostram que o presidente do Sanepo está njo cargo apenas para favorecer a sua confraria do Sinduscon, do qual é presidente, e que não tem feito absolutamente nada para justificar o salário que recebe, cometendo vários tipos de absurdos que num futuro próximo respingarão no prefeito, que é o principal ordenador desta gestão.

     No momento em que eu fotografava esta exposição de lixo, um transeunte deixou uma pergunta no ar: “Será que o prefeito ou seu pai teriam a coragem de nomear chefias deste quilate para comandar sua propriedade rural?.

    Claro que não. Chefias com este grau de qualificação só tem um destino: Sanep, que virou uma espécie de penico dos maus prefeitos dos últimos tempos.E é por isso que o Projeto Bico no Traseiro já está em contagem para 2016, a exemplo do que ocorreu com Fetter Júnior e Tarso Genro.      

  Ela esteve cotada para disputar a majoritária em 2012 mas o PT optou por Fernando Marroni na disputa com Eduardo Leite. Agora o nome de Miriam Marroni volta a ser cogitado para disputar a Prefeitura de Pelotas em 2016, com grandes chances de se tornar a primeira mulher eleita para o cargo. Miriam foi reeleita deputada estadual pelo PT e tudo indica que hoje seu nome é o de maior aceitação, inclusive no seio de partidos que podem articular uma grande coligação para esta disputa. Articulações neste sentido já estão em endamento.2016 é amanhã.

   

Nome de Miriam Marroni desponta como um dos melhores da oposição para a sucessão municipal

O projeto estúpido de um assessor deslumbrado de gastar R$ 2,5 milhões de mídia para 2015 na administração municipal está indo pelos ares, para o alívio do contribuinte decente desta cidade. O assessor Caminha de tal acordou ou foi acordado?

Está de parabéns o magistrado de Pelotas que recentemente teria botado para fora do Foro local um conhecido e pernóstico empresário do setor imobiliário, inclusive com ameaça de ser retirado pela BM. Estamos em busca de maiores detalhes para divular os nomes, principalmente deste déspota solene da elite local.